Campanha Inclusiva 29 OUTUBRO 2020

“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que levou a EGF e as suas 11 concessionárias - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - a desenvolver um movimento de mudança de comportamentos ambientais.


Concessionárias EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos por todo o país para promover a inclusão e aumentar a reciclagem

 


Entre as várias ações planeadas está a reorganização dos ecopontos, por forma a promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos de Norte a Sul do país terão uma nova ordem - Azul, Verde e Amarelo, ajudando assim todos aqueles que tiverem limitações visuais. Esta ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021.

 

A solução é simples, basta ordenar os contentores dos ecopontos sempre da mesma forma, da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material.

 

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha - O Futuro do Planeta Não é Reciclável - é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

As concessionárias do Grupo EGF já arrancaram com este projeto, nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar esta prática em todo o país.

 

AUDIODESCRIÇÃO

Para além da ordenação dos ecopontos, também o código da reciclagem presente em vários suportes informativos, passa a estar disponível em audiodescrição. Se por um lado a sinalética já tinha os símbolos colorADD (que apoia a identificação das cores pelos daltónicos), também agora os cidadãos cegos ou com dificuldades de visão podem ouvir estas regras disponíveis no website da EGF ou ouvir o anúncio da campanha neste formato.

 

OUTRAS INICIATIVAS

A estas iniciativas, acresce a legendagem de todos os filmes divulgados, entre os quais o anúncio de TV, o que permite à comunidade surda o seu entendimento, e alguns conteúdos apresentados por colaboradores da empresam cuja limitação física e/ou psicológica não foram limitações de participação.


Lançada este mês pela EGF e pelas 11 concessionárias, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.


Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

Mais informações sobre os conteúdos inclusivos: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/campanha-inclusiva/

Campanha Inclusiva 29 OUTUBRO 2020

“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que levou a EGF e as suas 11 concessionárias - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - a desenvolver um movimento de mudança de comportamentos ambientais.


Concessionárias EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos por todo o país para promover a inclusão e aumentar a reciclagem

 


Entre as várias ações planeadas está a reorganização dos ecopontos, por forma a promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos de Norte a Sul do país terão uma nova ordem - Azul, Verde e Amarelo, ajudando assim todos aqueles que tiverem limitações visuais. Esta ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021.

 

A solução é simples, basta ordenar os contentores dos ecopontos sempre da mesma forma, da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material.

 

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha - O Futuro do Planeta Não é Reciclável - é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

As concessionárias do Grupo EGF já arrancaram com este projeto, nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar esta prática em todo o país.

 

AUDIODESCRIÇÃO

Para além da ordenação dos ecopontos, também o código da reciclagem presente em vários suportes informativos, passa a estar disponível em audiodescrição. Se por um lado a sinalética já tinha os símbolos colorADD (que apoia a identificação das cores pelos daltónicos), também agora os cidadãos cegos ou com dificuldades de visão podem ouvir estas regras disponíveis no website da EGF ou ouvir o anúncio da campanha neste formato.

 

OUTRAS INICIATIVAS

A estas iniciativas, acresce a legendagem de todos os filmes divulgados, entre os quais o anúncio de TV, o que permite à comunidade surda o seu entendimento, e alguns conteúdos apresentados por colaboradores da empresam cuja limitação física e/ou psicológica não foram limitações de participação.


Lançada este mês pela EGF e pelas 11 concessionárias, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.


Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

Mais informações sobre os conteúdos inclusivos: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/campanha-inclusiva/

Golfinho by Xico Gaivota 21 OUTUBRO 2020

O artista plástico Xico Gaivota juntou-se ao movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e criou uma escultura de um golfinho, a partir de lixo marinho, por ser uma das espécies marinhas mais icónicas, despertando assim a atenção de ainda mais portugueses para a reciclagem.

 

 

 

A peça pode ser visitada, de forma gratuita, na Loja Capital Verde Europeia 2020, na Praça do Município, em Lisboa, de 2ª a 6ª feira, entre as 9h e as 18h, até dia 31 de dezembro. Após esta data, a peça entrará em digressão por vários espaços em todo o país.

 

 

“Foi com muito orgulho que aceitei o convite para fazer esta peça no âmbito da campanha "O Futuro do Planeta Não é Reciclável". O objetivo é fazer-nos pensar nos nossos comportamento enquanto habitantes deste planeta”, refere Xico Gaivota.

 

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista usa nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa.

 


Xico Gaivota é habitualmente reconhecido pelas suas intervenções para a consciencialização e sensibilização global sobre o lixo existente no mar. Há vários anos que percorre quilómetros pelas praias nacionais, de norte a sul, recolhendo plásticos e outros materiais que se tornam na matéria-prima para as suas criações originais, onde a temática dos animais marinhos é constante.

 

A obra desenvolvida integra assim a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Lançada este mês pelas concessionárias EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul -, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.

 

Veja aqui o making of de criação da peça:

 

 


Mais informações sobre o artista em: www.xicogaivota.com

Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

 

Ficha Técnica

Peça: Golfinho a Saltar Fora de Água

Horário: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 18:00h

Local: Praça do Município, 
Loja Capital Verde Europeia 2020, Lisboa

Data: Até 31 de dezembro de 2020

Campanha Nacional está ON! 07 OUTUBRO 2020

As concessionárias EGF, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, lançam, esta quarta-feira, a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus. Com um investimento de mais de um milhão de euros, o movimento O Futuro do Planeta não é Reciclável, apela à prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos. O filme publicitário conta com a realização de Rúben Alves, autor do aclamado filme “A Gaiola Dourada”.

 

O objetivo desta campanha é de levar o cidadão à ação e a fazer parte de um movimento coletivo, através da adoção de comportamentos ambientais adequados na sua gestão diária e ao assumir o seu papel de gestor de recursos, numa cadeia de valor da qual fazem parte a EGF e as suas concessionárias.

 

“Esta é uma campanha muito importante para o grupo EGF. Contámos com o envolvimento de todas as concessionárias, colaboradores e parceiros, para criarmos, em conjunto, um movimento ambiental coletivo que vai fazer a diferença”, sublinhou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

Esta campanha integra a candidatura Comunicação Ambiental Estratégica, apresentada pelas concessionárias EGF e aprovada pelo POSEUR para o período 2016-2020 com um cofinanciamento de 85%. Para a sua concretização foi realizado um concurso público com publicidade internacional, tendo sido concretizada a adjudicação pelo valor de 1.061.732€.

 

A apresentação da campanha será feita, hoje de manhã, no teatro Thalia, em Lisboa, numa cerimónia pública que conta com a participação da Secretária de Estado do Ambiente e da Ação Climática, Inês dos Santos Costa.

 

UMA CAMPANHA QUE PRETENDE PROVOCAR CONSCIÊNCIAS

O filme publicitário, da autoria do realizador Rúben Alves, que realizou o filme “Gaiola Dourada”, é muito cinematográfico e tem como objetivo provocar consciências e levar à mudança necessária de comportamentos. Este spot mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e dá rosto e voz aos milhares de trabalhadores deste setor de atividade. Além disso, é ainda realçado o papel dos municípios e organizações, que são convidados a promover esta campanha nas suas regiões.

 

Também a atriz Ana Varela, o humorista, António Raminhos, o cantor Toy e artista urbano Xico Gaivota vão ajudar a dar voz a este movimento, através de várias ações nas redes sociais e na criação de uma instalação para celebrar o movimento. Serão também promovidos eventos e participações regionais, bem como ações de educação ambiental no terreno, como o Programa Ecovalor e o Recycle Bingo.

 

A campanha publicitária multimeios, cuja criatividade esteve a cargo da Tux & Gill, vai estar presente em vários suportes nacionais e regionais - imprensa, rádio, outdoors e televisão-, destacando-se as ações integradas nos programas The Voice Portugal, Big Brother e Manhãs da Rádio Comercial.

 

Destacam-se ainda os cuidados especiais de inclusão e diversidade aplicados nesta campanha, entre os quais, a legendagem dos filmes, a implementação de regras na ordenação dos contentores (azul, verde e amarelo) para invisuais e a criação de uma tatuagem com aplicação dos símbolos ColorADD).

Ajude-nos a reciclar 25 agosto 2020

Em tempo de férias... ajude-nos a reciclar.

Com a sua colaboração, conseguiremos aumentar a quantidade de resíduos encaminhados para valorização.

Consulte a localização do ecoponto mais próximo em:

https://www.resulima.pt/sustentabilidade/ecopontos-resulima/

 

Reciclagem cresce 10% 03 agosto 2020

A Resulima, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos 6 municípios do Vale do Lima e Baixo Cávado, registou no primeiro semestre de 2020 um aumento na recolha seletiva de 10% face ao período homólogo de 2019.

Este crescimento da recolha seletiva resulta de investimentos muito significativos que têm vindo a ser concretizados, cofinanciados pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), na aquisição de novos veículos de recolha, ecopontos e ações de comunicação e sensibilização ambiental, o que se tem traduzido numa participação efetiva e crescente dos cidadãos nos hábitos de reciclar.

A Resulima dispõe em 2020 de uma rede de 1.960 ecopontos distribuídos pelos municípios de Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo, nos quais são depositados os resíduos valorizáveis. Nestes municípios, a recolha seletiva por material, registou um aumento de 8% no papel/cartão, 16% no plástico/metal e 9% de vidro.

Analisados os números do primeiro semestre de 2020, pode-se afirmar que a reciclagem tem evoluído de forma positiva e que os desafios de 2020 têm sido ultrapassados, perspetivando-se um ano positivo para a reciclagem na região.

Chegou o Recycle BinGo 2! 05 junho 2020

Este Dia Mundial do Ambiente promete ser muito divertido com o retorno do teu jogo favorito. 

Chegou o Recycle BinGo 2!

 

Depois do sucesso da primeira versão do jogo mais amigo do planeta, eis que surge a versão 2.0, melhorada e com mais funcionalidades.

 

Nesta nova versão, vais poder aprender na Ecopédia, uma enciclopédia ecológica que te vai ensinar tudo sobre a reciclagem; conhecer a família Recycle BinGo, cheia de novos bichinhos que se vão tornar teus amigos, jogar mini-jogos para te entreteres e maravilhar-te com as novas funcionalidades da app em realidade aumentada.

 

O Recycle BinGo funciona como um jogo, o que torna a experiência de reciclagem muito mais divertida e compensadora! A missão principal é fazer visita ao nosso ecoponto habitual. Através da geolocalização o nosso smartphone sabe que nos encontramos perto dele.

 

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas - que podemos trocar por prémios fantásticos, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

               

O que é?

        

Recycle BinGo é uma aplicação móvel da EGF que teve a primeira versão financiada pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, cujo objetivo é divertir e educar as famílias portuguesas em torno da temática da Reciclagem, oferecendo prémios a quem mais recicla.

 

O Recycle BinGo 2 está acessível em todas as áreas concessionadas do Grupo EGF e está disponível na AppStore e GooglePlay.

     
Não vais querer perder esta aventura.

 

Contamos contigo, salta para BinGo e ajuda-nos a espalhar o bichinho da reciclagem!

               

Sabe tudo sobre o este jogo super sustentável em Recycle BinGo e no Facebook.

 

 

 

 

 

Ecovalor está online! 15 maio 2020

Com a suspensão das atividades presenciais nas escolas devido à pandemia por Covid-19, a Resulima lançou o Programa Ecovalor online, em substituição das iniciativas presenciais nas escolas. Para disponibilizar mais apoio aos professores e educadores, o programa está a promover ações de sensibilização ambiental por videoconferência e dedicadas ao tema dos resíduos urbanos, reciclagem e aos impactos da gestão de resíduos nas nossas vidas.

Asseguradas por profissionais afetos à educação ambiental, as ações de sensibilização Ecovalor estão adaptadas aos vários níveis de ensino básico e ensino secundário e a toda a comunidade escolar, e implicam a participação nas plataformas digitais de cada escola ou instituição. O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino e instituições em todo o país.

 

Já pode ter gratuitamente nas suas aulas ou atividades o programa de sensibilização ambiental Ecovalor! Adaptado aos novos tempos e para todas as idades.

 

Conheça a iniciativa, totalmente online, para todos os níveis de ensino e instituições em: https://bit.ly/egf_ecovalor.

Monos: Agora Não 15 abril 2020

A RESULIMA apela a toda a população para que, em plena pandemia, evite a solicitação da recolha de monos: colchões, sofás, outros materiais que não cabem nos contentores. 

 

Em plena pandemia, a recolha destes materiais não é prioritária.

 

Estamos a fazer um esforço considerável para manter o serviço essencial.

 

Ajude-nos também nesta tarefa: aguarde pelo fim desta fase para se livrar dos seus monos.

 

Agradecemos, desde já, a forte colaboração dos nossos municípios e dos nossos munícipes. 

COVID-19 | Tampa fechada 07 abril 2020

Durante o combate à pandemia e conscientes da importância de garantir as condições de salubridade na via pública, são necessários alguns cuidados quando nos dirigimos ao contentor do lixo.

 

É necessário ter em atenção que os resíduos depositados no contentor podem estar contaminados com COVID-19. Ao deixar um contentor com a tampa aberta, os resíduos existentes no interior serão atraídos pelos animais, espalhados pelo mau tempo e pelo vento, o que contaminará a via pública.

 

Assim, apelamos à população para que coloque todos os resíduos no interior dos contentores, feche a tampa do mesmo e em seguida lave as mãos com água e sabão durante, no mínimo, 20 segundos.

 

A RESULIMA garante a recolha e tratamento dos resíduos produzidos, bem como o reforço da higienização dos ecopontos, enquanto serviço essencial para garantir as condições de salubridade na via pública.

COVID-19 | Regras do Lixo 31 março 2020

Face à evolução da infeção por COVID-19 em Portugal, a RESULIMA alerta para cinco regras do lixo essenciais a ter com o lixo doméstico que se faz em casa e que precisa de uma atenção especial em fase de pandemia.

 

Para evitar a contaminação de mais pessoas, é importante que se corrijam erros que têm vindo a ocorrer com alguma frequência no espaço público, nomeadamente a deposição de resíduos fora do contentor ou a colocação de máscaras e luvas nos ecopontos. É urgente corrigir estes comportamentos, para proteção dos trabalhadores e da comunidade.

 

Este alerta decorre da necessidade urgente de melhoria de comportamentos individuais que influenciam o serviço de recolha e tratamento de resíduos urbanos, assegurado todos os dias pela RESULIMA.


5 REGRAS DO LIXO

 

  1. Máscaras, luvas e lenços não são recicláveis, devem ser SEMPRE colocados no lixo comum

Estes materiais estão a aparecer, em grandes quantidades, nos ecopontos, indo parar às linhas de triagem. Para além de não serem recicláveis, podem estar contaminados.

 

  1. Lixo contaminado não é reciclável, deverá ser SEMPRE colocado no lixo comum

Esta regra aplica-se a todas as pessoas infetadas com COVID-19 ou que se encontrem em quarentena pela mesma suspeita. Qualquer pessoa nestas condições, deverá ter o seu lixo colocado em dois sacos, um dentro do outro, bem fechados. Estes sacos não devem estar cheios nem compactados – apenas têm de estar bem fechados e ser depositados dentro do contentor de lixo comum.

 

  1. NUNCA deixar sacos de lixo no chão, colocar dentro do contentor

Se o contentor estiver cheio, deve ser utilizado quando estiver disponível ou utilizar-se o contentor mais próximo. Se a recolha habitual for feita com sacos, devem ser seguidas as instruções do município ou freguesia.

 

  1. Não colocar monos/monstros para recolha em fase de pandemia

Em fase de pandemia este serviço não é prioritário. A RESULIMA está a fazer um esforço considerável para manter o serviço público essencial à população. Mesmo que faça arrumações em casa, deve se aguardar pelo fim desta fase e apenas colocar estes materiais (colchões, sofás e outros materiais que não cabem nos contentores) quando o serviço estiver disponível.

 

  1. Ficar em casa e manter a higiene

Ficar em casa, manter a higienização dos caixotes/zonas do lixo, proteger sempre as mãos e lavá-las após estas operações durante, pelo menos, 20 segundos. Com estas atitudes consegue-se prevenir a infeção, protegendo inclusive os trabalhadores que asseguram o serviço de recolha e tratamento de resíduos todos os dias.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a RESULIMA poderão ter de fazer.

RESULIMA | #PREVENIRCOVID19 23 março 2020

Em conjunto com a EGF, a Resulima lançou uma campanha nas redes sociais que sensibiliza a população a ficar em casa com o objetivo de prevenir a propagação da pandemia COVID-19. A campanha mostra trabalhadores das concessionárias EGF com cartazes a alertar a população para ficar em casa, para proteção própria e proteção dos trabalhadores.

 

Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, esta campanha, promovida nas redes sociais de todas as concessionárias EGF, pretende relembrar o cidadão das regras da Direção Geral de Saúde que acautelam para a prevenção e para o afastamento social durante esta pandemia.

 

A campanha pode ser visualizada nas redes sociais através da hastag #PREVENIRCOVID19.

 

Na semana passada, a Resulima emitiu um comunicado com os cuidados a ter para a deposição de resíduos de uma pessoa infetada com COVID-19. Todos os resíduos infetados devem ser colocados no contentor de lixo comum e ser devidamente selados em dois sacos. Também as máscaras, luvas e lenços de papel devem ser colocados no contentor de lixo comum.

CUIDADOS | RESÍDUOS URBANOS 18 março 2020

Para a prevenção do COVID-19, pedimos a vossa atenção para os novos cuidados na deposição dos resíduos urbanos.

Durante o combate à pandemia, a Resulima solicita à população que todos cumpram novas regras no manuseamento do lixo doméstico:

1. Se tiver, na sua família pessoas infetadas (ou com essa suspeita) lembre-se que os seus resíduos também podem estar infetados. Nesse caso deverá:

• Colocar os resíduos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, com enchimento até 2/3 (dois terços) da sua capacidade – não encher os sacos;

• Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados).

• Os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor – não deixe o saco no chão. Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível.

2. Para além disso, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum.

Os trabalhadores da Resulima continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Resulima poderão ter de fazer.

Recicláveis aumentam 13% 24 de janeiro de 2020

Em 2019, a recolha seletiva na área de abrangência da Resulima aumentou 13% relativamente ao ano de 2018. Registou-se um incremento em todos os materiais recicláveis recolhidos: 13,3% no papel/cartão, 12,5% no plástico/metal e 12,6% no vidro.

 

O envolvimento da população dos seis concelhos da área de intervenção da Resulima foi essencial para alcançar estes resultados.

 

Agradecemos a todos os munícipes a sua colaboração e garantimos o nosso empenho para, em conjunto, alcançarmos as ambiciosas metas de reciclagem.

A Nossa Casa é um Planeta 26 novembro 2019

A Resulima e a Câmara Municipal de Ponte de Lima promoverão, entre os dias 26 e 28 de novembro, a campanha de sensibilização ambiental “A Nossa Casa é um Planeta”. Trata-se de uma campanha dirigida aos alunos do 1.º, 2º e 3º ciclo, que consiste na apresentação de diferentes filmes projetados a 360º. As temáticas serão abordadas de forma inovadora recorrendo a planetários itinerantes, o que possibilitará uma dinâmica interativa com os alunos, sendo abordados temas como: redução, reutilização e reciclagem.

 

Esta campanha de sensibilização ambiental tem o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Recycle BinGo | Resulima 30 setembro 2019

Recycle BinGo é uma aplicação, que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo, com o bichinho da reciclagem. Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?


Simples.


A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.
Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

Estamos certos de que esta associação da Resulima ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Contamos consigo!

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Para mais informações: resulima@resulima.pt | 258 350 330 | www.recyclebingo.pt/tutorial

ECOEVENTO | Festas d' Agonia 25 setembro 2019

A RESULIMA, em conjunto com os Serviços Municipalizados, o município de Viana do Castelo e a Vianafestas, desenvolveram uma campanha de sensibilização ambiental durante a Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia, fazendo deste um Ecoevento.

 

Nesta Romaria estiveram presentes monitores de sensibilização ambiental que, em conjunto com os 30 voluntários do Banco Local do Voluntariado, abordaram os comerciantes e os participantes nas festas no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos, fomentando o uso dos ecopontos e das 19 estruturas colocadas especificamente para a deposição dos resíduos valorizáveis.

 

Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes e do público em geral, sensibilizando-os para a importância do seu comportamento. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher mais de oito toneladas de resíduos valorizáveis neste EcoEvento.

A reportagem deste EcoEvento pode ser vista aqui.

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

ECOEVENTO | Ponte da Barca 19 agosto 2019

A Resulima, em estreita parceria com o Município de Ponte da Barca, transformou a Romaria de S. Bartolomeu, em Ponte da Barca, num EcoEvento, sensibilizando os comerciantes para a separação dos resíduos valorizáveis. Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes, sensibilizando-os para a importância da correta separação de resíduos. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher 1,54 toneladas de resíduos valorizáveis: 0,90 ton de vidro; 0,40 ton de plástico/metal e 0,24 ton de papel/cartão. 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

ECOEVENTO | Arcos de Valdevez 23 agosto 2019

A Resulima, em conjunto com o Município de Arcos de Valdevez, desenvolveu uma campanha de sensibilização ambiental durante as Festas Nossa Senhora da Lapa que decorreram nos Arcos de Valdevez, fazendo deste um Ecoevento. Assim, nos dias 8, 9 e 10 de agosto estiveram presentes nestas festas monitores de sensibilização ambiental que abordaram os comerciantes e os participantes nas festas no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos durante o evento, bem como fomentar a implementação destas práticas no dia-a-dia de cada um dos cidadãos.

Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes e do público em geral, sensibilizando-os para a importância da correta separação de resíduos. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher mais de uma tonelada de resíduos valorizáveis nos 3 dias deste ecoevento.

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

ECOVALOR 2018/2019 23 julho 2019

A implementação do Programa Ecovalor, no ano letivo 2018/2019, nas escolas do município de Barcelos, permitiu recolher cerca de 18 toneladas de embalagens de plástico/metal. Foram 17 as escolas que, voluntariamente, aderiram ao desafio lançado pela Resulima, que teve como objetivo promover a separação de resíduos de embalagens de plástico/metal, fomentando a alteração de comportamentos em casa, na escola e em toda a comunidade escolar. 

Em função do número de sacos entregues, as escolas serão premiadas pelo seu excelente desempenho.

Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Resulima e o balanço, globalmente positivo, permitir-nos-á implementar esta campanha de sensibilização ambiental no próximo ano letivo nos restantes municípios da área de abrangência da Resulima. 

Agradecemos o empenho das Escolas.

Dia Mundial do Ambiente 5 de junho de 2019

No dia mundial do ambiente, agradecemos o contributo de todos. Fruto dos diversos investimentos realizados pela Resulima e das ações de comunicação de ambiental: "Comércio a reciclar" e "Ecovalor", registou-se, até final de maio de 2019, um crescimento de 19% nos quantitativos de materiais recicláveis. Este crescimento traduz-se num aumento, por fileira, de: 22% no papel/cartão, 17% no plástico/metal e 17% no vidro. 

 

No Dia Mundial do Ambiente queremos deixar um MUITO OBRIGADO a todos que connosco colaboram.

Aumento 15% | Recolha seletiva 2 de abril de 2019

Fruto dos diversos investimentos realizados pela Resulima (renovação da frota de recolha de seletiva com a aquisição de novos camiões, alargamento do projeto de recolha de resíduos valorizáveis junto do pequeno comércio e serviços, ações de comunicação de ambiental: "Comércio a reciclar" e "Ecovalor"registou-se, no 1º trimestre de 2019, um crescimento de 15% nos quantitativos de materiais recicláveis. Este crescimento traduz-se num aumento, por fileira, de: 15% no papel/cartão, 12% no plástico/metal e 16% no vidro. 

 

Os bons resultados obtidos permitem-nos acreditar no potencial dos investimentos que temos vindo a implementar, prosseguindo com a implementação dos mesmos, como contributo essencial para uma melhor prestação do serviço de valorização de resíduos, alcançando as metas definidas.

Aumento 12% | Recolha Seletiva 12 de fevereiro de 2019

Em 2018, a recolha seletiva na área de abrangência da Resulima aumentou 12% relativamente ao ano de 2017. Registou-se um incremento em todos os materiais recicláveis recolhidos: 24% no papel/cartão, 15% no plástico/metal e 4% no vidro

 

No total foram enviadas para reciclagem pela Resulima 11.141 toneladas de resíduos (4.345,12 toneladas de papel/cartão, 1.731,84 toneladas de plástico/metal e 6.126,78 toneladas de vidro). O envolvimento da população dos seis concelhos da área de intervenção da Resulima foi essencial para alcançar estes resultados. Agradecemos a todos os munícipes a sua colaboração e garantimos o nosso empenho para, em conjunto, alcançarmos as ambiciosas metas de reciclagem.

 

Campanha de Natal 13 de dezembro de 2018

A Resulima, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico e o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental irão implementar, de 24/12 a 06/01, a campanha “No Natal, a separação é o melhor presente”.

Esta campanha tem como objetivo fomentar a correta separação dos resíduos, designadamente do papel que é utilizado para embrulho de presentes, já que todos os anos, após a noite de Natal, se verifica que o papel de embrulho é depositado nos equipamentos destinados ao lixo doméstico (resíduos indiferenciados), desaproveitando-se, assim, um recurso vital para economia circular.

Ao longo da campanha, serão disponibilizados na cidade 40 contentores, devidamente identificados, destinados à deposição do papel de embrulho. Os contentores ficarão instalados nas zonas residenciais, onde existe uma maior distância aos ecopontos comuns, fornecendo assim aos vianenses os equipamentos necessários para procederem à correta deposição do papel.

A Nossa Casa é um Planeta 4 de dezembro de 2018

A Resulima em parceria com os seus municípios acionistas, promovem a campanha de sensibilização ambiental “A Nossa Casa é um Planeta”.  Trata-se de uma campanha especialmente dirigida às crianças do pré-escolar e alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos, que consiste na apresentação de diferentes filmes projetados a 360º. As temáticas serão abordadas de forma inovadora recorrendo a planetários itinerantes, o que possibilitará uma dinâmica interativa com os alunos, sendo abordados temas como: redução, reutilização e reciclagem. Esta campanha será desenvolvida entre os dias 4 e 6 de dezembro nos municípios de Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, Barcelos, Ponte da Barca e Ponte de Lima. 

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, acionista da Resulima, e contou com o apoio do fundo ambiental e da estratégia nacional de educação ambiental 2020.

A Nossa Casa é um Planeta em Esposende 22 de novembro de 2018

Integrada na Semana Europeia para a Prevenção dos Resíduos, a Resulima em parceria com a Câmara Municipal de Esposende e a Esposende Ambiente promoveram a campanha de sensibilização ambiental “A Nossa Casa é um Planeta”.  Trata-se de uma campanha especialmente dirigida às crianças do pré-escolar e alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos, que consistiu na apresentação de diferentes filmes projetados a 360º. As temáticas foram abordadas de forma inovadora recorrendo a planetários itinerantes, o que possibilitou uma dinâmica interativa com os alunos, sendo abordados temas como: redução, reutilização e reciclagem. Esta campanha foi desenvolvida nos dias 20 e 21 de novembro no Centro de Educação Ambiental e no Centro Escolar de Forjães e envolveu cerca de 604 alunos.

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, acionista da Resulima, e contou com o apoio do fundo ambiental e da estratégia nacional de educação ambiental 2020.

Resulima reforça a rede de ecopontos 17 de outubro de 2018

Durante o ano de 2018, a Resulima irá fazer um forte investimento no reforço da rede de ecopontos que estão disponíveis à população. Tendo como objetivo contribuir para o aumento das quantidades valorizáveis, no 3º trimestre de 2018, foram instalados 23 ecopontos, pela Resulima, em toda a área geográfica da Resulima. O esforço de reforço na rede de ecopontos irá continuar durante todo o ano.

Crescimento de 10% na recolha tri-fluxo - 3º trimestre 3 de outubro de 2018

Fruto dos diversos investimentos realizados pela Resulima (reforço da rede de ecopontos com a colocação de 59 ecopontos, renovação da frota de recolha de seletiva com a aquisição de novos camiões e carrinhas, alargamento do projeto de recolha de resíduos valorizáveis junto do pequeno comércio e serviços, ações de comunicação de ambiental: "Comércio a reciclar" e "Reciclar Vale Mais"registou-se, até final de setembro de 2018, um crescimento de 10% nos quantitativos de materiais recicláveis. Este crescimento traduz-se num aumento, por fileira, de: 21% no papel/cartão, 12% no plástico/metal e 2% no vidro. 

 

Os bons resultados obtidos permitem-nos acreditar no potencial dos investimentos que temos vindo a implementar, prosseguindo com a implementação dos mesmos, como contributo essencial para uma melhor prestação do serviço de valorização de resíduos, alcançando as metas definidas.

ECOEVENTO | Resulima e Neopop juntam esforços 28 de agosto de 2018

Decorreu, entre os dias 8 e 11 de agosto, junto ao Forte de Santiago da Barra em Viana do Castelo o festival de música Neopop. O resultado de um esforço conjunto entre a Resulima e a organização deste festival, permitiu disponibilizar equipamentos para a separação dos resíduos, bem como a recolha dos mesmos, contribuindo para uma melhor consciencialização ambiental, transformando este festival num Ecoevento. Assim, durante estes dias foram recolhidos 200 kg de papel/cartão, 270 kg de plástico/metal e 1.500 kg de vidro. 

 

Reciclar Vale Mais 2 de agosto de 2018

A EGF vai disponibilizar uma rede nacional de “ecopontos especiais” com benefícios económicos para os Portugueses que separam as suas embalagens usadas. A campanha Reciclar Vale Mais vai decorrer de norte a sul do país, em 15 lojas do Pingo Doce. Ao entregar as embalagens usadas no Ecoponto, em sacos de 30 ou de 50 litros, a EGF oferece 0,10€ ou 0,15€ em cartão Poupa Mais, para utilização imediata.

Esta iniciativa pioneira em Portugal decorre no âmbito do programa nacional de inovação social da EGF, em que sete das suas concessionárias (Amarsul, Ersuc, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho) estão a desenvolver esta ação com o cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

A campanha Reciclar Vale Mais pretende sensibilizar a população para a separação de resíduos e, em simultâneo, alertar para o benefício imediato de colocar as embalagens usadas no ecoponto, demonstrando que a reciclagem tem valor ao devolver ao cidadão uma parte para poder descontar nas suas compras em lojas Pingo Doce. Desta forma, também se procura garantir que as metas nacionais são alcançadas e que as embalagens usadas são entregues nas empresas responsáveis pela sua gestão e tratamento.

Esta campanha piloto vai estar presente em 15 lojas do Pingo Doce ao longo do país, que apoiou esta iniciativa cedendo espaço nos parques de estacionamento dos seus estabelecimentos. Durante dois meses será oferecido dinheiro em cartão Poupa Mais em troca de embalagens usadas entregues num destes pontos de recolha. A campanha está disponível nas lojas de Arcos de Valdevez, Viana do Castelo (Portuzelo), Quinta do Conde, Barreiro e Alcochete, Porto de Mós, Batalha, Águeda, Aveiro, Vila Nova de Gaia (Coimbrões), Santa Maria da Feira, Fafe, Vizela, Monção (Gandra) e Vila Nova de Cerveira (Lugar de Faias).

Comércio a Reciclar 20 de julho de 2018

A Resulima inicia a 23 de julho uma forte campanha de sensibilização ambiental, denominada “Comércio a reciclar”. Trata-se de uma campanha de sensibilização ambiental dirigida ao pequeno comércio e serviços que prevê visitar mais de mil estabelecimentos, sensibilizando-os para a correta separação dos resíduos valorizáveis. Estas ações de sensibilização visam educar, sensibilizar e promover, junto do comércio e serviços, uma maior informação sobre as vantagens de adotar comportamentos ambientalmente corretos no âmbito da valorização dos resíduos urbanos. Estas ações de sensibilização estão devidamente coordenadas com a oferta de um serviço diário de recolha de resíduos valorizáveis.

O projeto tem o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Crescimento de 9% na recolha tri-fluxo - 2º trimestre 9 de julho de 2018

Fruto dos diversos investimentos realizados pela Resulima (reforço da rede de ecopontos, renovação da frota de recolha de seletiva, alargamento do projeto de recolha de resíduos valorizáveis junto do pequeno comércio e serviços, realização de ações de sensibilização) registou-se, no 1º semestre de 2018, um crescimento de 9% nos quantitativos de materiais recicláveis recolhidos.

 

Os bons resultados obtidos permitem-nos acreditar no potencial dos investimentos que temos vindo a implementar, prosseguindo com a implementação dos mesmos, como contributo essencial para uma melhor prestação do serviço de valorização de resíduos, alcançando as metas definidas.

Centro de Comunicação dos Oceanos 3 de julho de 2018

A EGF e as 11 Concessionárias apoiam e participam nas palestras de intervenção do Centro de Comunicação dos Oceanos, que inicia no dia 4 de julho, pelas 16h00, na Academia de Ciências de Lisboa. A primeira sessão, moderada por Nysse Arruda (jornalista e curadora) conta com a participação da bióloga Jessica Link (Universidade de Sta. Catarina, Brasil), do Chef Luis Baena, de Ana Loureiro (Diretora de Comunicação da EGF) e de uma vídeo-entrevista exclusiva com Garret McNamara (Surfista de Ondas Gigantes).

As empresas RESULIMA, ALGAR, AMARSUL, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, SULDOURO, VALNOR, VALORLIS, VALORSUL e VALORMINHO, Concessionárias da EGF, estão a apostar em novas formas de dar visibilidade ao trabalho essencial que fazem todos os dias de tratar e valorizar os resíduos que todos os cidadãos produzem, dando visibilidade às consequências dos maus comportamentos, mas também às soluções que existem para os evitar. 

A poluição dos oceanos é uma consequência da atividade humana que é urgente contrariar, e a solução passa por ter, em terra e no mar, comportamentos adequados e um sistema de tratamento e valorização de resíduos que seja eficaz e sustentável.

 

SESSÕES PRESENCIAIS E LIVE STREAM

As sessões têm início a 4 de julho, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

A primeira sessão conta com o seguinte programa:

 

Mergulhando na Problemática da Pesca Fantasma

Jéssica Link: biológa, instrutora de mergulho e pesquisadora na área de conservação marinha - Universidade Federal de Santa Catarina.

 

A diversidade do pescado em Portugal e suas possibilidades gastronómicas

Chef Luis Baena: Um dos poucos chef´s portugueses a ter trabalhado com Paul Bocuse e a somar 32 anos de carreira em quatro continentes (inclusive no Brasil). Pioneiro no seu empenho em projetos inovadores e promoção dos produtos tradicionais dos Açores.

 

Valorizar os Resíduos em terra para proteger o Mar

Ana Loureiro:  Diretora de Comunicação da EGF, Global Environment Facilities (empresa de referência no setor ambiental a nível europeu e líder em Portugal na valorização dos resíduos urbanos.

 

Os muitos perfis das ondas gigantes

Garrett McNamara: Surfista de ondas gigantes, recordista mundial na praia da Nazaré.

 

As próximas sessões estão agendadas para os dias 4, 11, 18 e 25 de julho – o programa das sessões será apresentado no website www.ccoceanos.pt

 

Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

Resulima reforça a rede de ecopontos 2 de julho de 2018

Durante o ano de 2018, a Resulima irá fazer um forte investimento no reforço da rede de ecopontos que estão disponíveis à população. Tendo como objetivo contribuir para o aumento das quantidades valorizáveis, no 1º semestre de 2018 foram instalados, pela Resulima, 25 ecopontos em toda a área geográfica da Resulima. O esforço de reforço na rede de ecopontos irá continuar durante todo o ano.

Resulima presente no Colóquio sobre Educação Ambiental 3 de junho de 2018

A Resulima esteve presente no Colóquio sobre Educação Ambiental, organizado pelas Águas de Barcelos e realizado no passado dia 30 de maio no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos. O primeiro painel abordou a temática “Estratégia Nacional e desafios para a Educação Ambiental” e teve como oradores: Francisco Teixeira (Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente); Luís Simas (Departamento da Qualidade da ERSAR); Hilário Seara (Águas de Barcelos); Abel Martins (Câmara Municipal de Barcelos) e Rui Silva (Resulima). Este primeiro painel foi moderado por Rogério Amoêda do Green Lines Institute.

Resulima assina protocolos com IPSS de Esposende 25 de maio de 2018

A Resulima, consciente do importante trabalho prestado pelas IPSS, bem como do apoio que estas merecem, participou no passado dia 25 no CLAS (Conselho Local de Ação Social) realizado no Município de Esposende. No decurso desta reunião foram celebrados protocolos com as diferentes IPSS no sentido de serem valorizados os resíduos produzidos. Pretendemos assim, colaborar e estabelecer sinergias com as diferentes organizações, no sentido de contribuir para o bem estar ambiental e social.

Qualidade de Serviço de Gestão de Resíduos Urbanos 19 de abril de 2018

A Resulima foi premiada com o selo de qualidade de serviço de gestão de resíduos urbanos na cerimónia que decorreu no passado dia 19 de abril, integrada no 12º Fórum Nacional de Resíduos. Esta distinção, na vertente resíduos, insere-se na iniciativa da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) "Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos - ERSAR 2017", organizada em parceria com o Jornal Água & Ambiente. Nesta edição foram considerados os dados de base e indicadores de qualidade de serviço relativos a 2016.

Viana abraça Dia Mundial da Terra 21 de abril de 2018 - 14h30

O Município de Viana do Castelo, através dos Serviços Municipalizados de Viana do Castelo, em parceria com a Junta de Freguesia de Alvarães, a Delegação Regional do Minho da Deco e Resulima, promovem Evento Ecológico para assinalar o Dia Mundial da Terra.

O Evento realiza-se no próximo dia 21 de abril, pelas 14h30, na escola primária da Costeira na freguesia de Alvarães e o convite é aberto a todos os cidadãos que estejam interessados em participar nesta iniciativa, que conta com um programa bastante apelativo.

Durante o evento, os participantes terão a oportunidade de assistir a um workshop subordinado ao tema das compras inteligentes, a uma apresentação sobre compostagem doméstica e poderão ajudar na plantação de árvores no parque do Alvito.

A causa social deste evento é ajudar uma Instituição Pública de Solidariedade Social local, sem fins lucrativos.

Assim, solicita-se a todos os participantes que levem resíduos valorizáveis já separados, vidro, papel/cartão e plástico/metal, para entregar no local do evento, que será convertido num bem, para entregar à IPSS selecionada. Em troca do seu contributo receberá um ecobag, ou seja, um conjunto de 3 sacos tricolor, para utilização doméstica.

Crescimento de 9% na recolha tri-fluxo - 1º trimestre 6 de abril de 2018

Fruto dos recentes investimentos realizados, das ações de comunicação desenvolvidas e do alargamento do projeto de recolha dedicada de embalagens no pequeno comércio e serviços, a Resulima registou, no 1º trimestre de 2018, um crescimento de 9% nos quantitativos de materiais recicláveis recolhidos.

 

Os bons resultados obtidos permitem-nos acreditar no potencial do projeto de recolha dedicada, bem como alargá-lo aos municípios de Ponte da Barca, Arcos de Valdevez e Ponte de Lima. Pretendemos, assim, contribuir para uma melhor prestação do serviço de valorização de resíduos e alcançar as metas definidas.

Recolha dedicada de embalagens 13 de março de 2018

A Resulima implementou no município de Barcelos durante o 2º semestre de 2017, um projeto piloto de recolha dedicada de embalagens no pequeno comércio e serviço. Neste período, foram recolhidos 43,74 toneladas de papel e cartão.

Os bons resultados obtidos com esta experiência e a aquisição de 6 carrinhas de 3.500 kg permitirá alargar o projeto a outros municípios, tendo iniciado em março de 2018 no município de Esposende.

Pretendemos, assim, contribuir para uma melhor prestação do serviço de valorização de resíduos e alcançar as metas definidas.

 

A Nossa Casa é Um Planeta 9 de março de 2018

Resultado de um trabalho conjunto das participadas da EGF: ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR e VALORMINHO, com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020, em colaboração com o Projeto_80 e com a Fundação Manuel António da Mota, foi lançada a ação de educação ambiental "A NOSSA CASA É UM PLANETA", na Escola Secundária de Amarante. no passado dia 8 de março.

As temáticas de Redução, Reutilização e Reciclagem são desta forma abordadas de forma inovadora, utilizando como recursos planetários itinerantes e 3 filmes projetados em 360º, o que possibilita uma dinâmica interativa com os alunos e participantes. Esta ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, na construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

Os filmes contam a história de 2 irmãos, a Guida e o Rui, em versões adaptadas a várias idades, e que, consoante o filme que vão ver, desenvolvem uma ação que vai alertar e explicar o porquê de reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos que toos nós fazemos nas nossas casas.

Este projeto iniciará com um ciclo de apresentações em vários eventos, iniciativas e escolas dos vários ciclos de ensino. A agenda desta iniciativa será disponibilizada em breve, poderá ser consultada no website da EGF (www.egf.pt) e os eventos realizados na área de intervenção da Resulima serão divulgados neste site e nos habituais meios de comunicação.

Visita do Sr. Engº António da Mota à Resulima 5 de fevereiro de 2018

Decorreu no passado dia 30 de janeiro, a visita do Sr. Engº António da Mota às instalações da Resulima. Assim, foi possível acompanhar a atividade diária desenvolvida na nossa área de intervenção geográfica.

Sensibilização Ambiental em Ponte da Barca 12 e 14 de dezembro de 2017

Nos passados dias 12 e 14 de dezembro, a Resulima deslocou-se a Ponte da Barca para realizar uma campanha de sensibilização ambiental na Escola EB 2/3 de Ponte da Barca para os alunos dos 5º e 6º anos de escolaridade. Pretendeu-se com esta campanha dar a conhecer a atividade da Resulima, sensibilizar para a correta separação dos resíduos, assim como esclarecer as dúvidas sobre estas temáticas. Para facilitar a correta separação dos resíduos nas habitações, foram distribuídos ecopontos domésticos e funis para auxiliar a recolha dos óleos alimentares usados.

Campanha de Sensibilização Ambiental Arcos de Valdevez 1 de dezembro de 2016

A Resulima realizou em dezembro de 2016 uma campanha de sensibilização ambiental no município de Arcos de Valdevez.

 

Através de uma campanha de proximidade, pretendeu-se, sensibilizar os munícipes para a correta separação dos resíduos, esclarecendo dúvidas e distribuindo ecopontos domésticos que facilitam a separação de resíduos nas habitações.

Campanha de Sensibilização Ambiental em Barcelos 1 de julho de 2017

A Resulima, juntamente com o Município de Barcelos, realizou no passado mês de julho uma campanha de sensibilização ambiental junto dos comerciantes no sentido de promover a correta separação de resíduos nos estabelecimentos comerciais.